22.3 C
Mato Grosso
quarta-feira, fevereiro 21, 2024
spot_img
HomeEsportesVasco demite Barbieri e Brasileirão 2023 chega a 9 trocas de técnico

Vasco demite Barbieri e Brasileirão 2023 chega a 9 trocas de técnico

Maurício Barbieri se tornou o nono treinador a cair no Campeonato Brasileiro de 2023, horas depois de o Santos anunciar a demissão de Odair Helmann. O técnico foi demitido pelo Vasco da Gama nesta quinta-feira, 22, pouco depois da derrota por 1 a 0 para o Goiás, com direito a vandalismo e protestos em São Januário. Com apenas seis pontos em 11 rodadas, o Vasco ocupa a 19ª e penúltima colocação do Brasileirão.

Relembre todas as trocas de treinador do Brasileirão:

1 – António Oliveira, Coritiba

A primeira demissão veio logo na primeira rodada. Após levar 3 a 0 do Flamengo no Maracanã, o Coritiba mandou embora o técnico português António Oliveira, que durou apenas quatro meses no cargo, e acertou com Antônio Carlos Zago pouco depois.

2 – Rogério Ceni, São Paulo

Em 19 de abril, foi a vez de o São Paulo anunciar a demissão do ídolo Rogério Ceni, que ficou um ano e meio no comando do time. O anúncio veio mesmo após vitória sobre o venezuelano Puerto Cabello, pela Copa Sul-Americana. Dorival Júnior foi o substituto escolhido.

Rogério Ceni sofre pressão no São Paulo
Rogério Ceni ficou um ano e meio no São Paulo

3 – Fernando Lázaro, Corinthians

Oficializado como treinador do time principal para 2023, Lázaro foi novamente “rebaixado” a auxiliar técnico em 20 de abril, após derrota para o Argentinos Juniors, por 1 a 0, pela Libertadores. Cuca foi anunciado no mesmo dia como substituto, mas…

4 – Cuca, Corinthians

Cuca durou só uma semana no cargo. Após intensa pressão de torcedores por causa de uma condenação do treinador por estupro na Suíça em 1989, ele pediu demissão. A diretoria escolheu Vanderlei Luxemburgo para a sequência da temporada.

Cuca foi derrotado pelo Goiás na estreia
Cuca só durou uma semana no Corinthians

5 – Ivo Vieira, Cuiabá

Na quinta rodada, o Cuiabá demitiu o treinador após ser goleado pelo Atlético Mineiro por 4 a 0 no Mineirão e voltar para a zona de rebaixamento. Três dias depois, anunciou outro português, António Oliveira, que havia sido despedido do Coritiba no começo do campeonato.

6 – Eduardo Coudet, Atlético-MG

Após empate com o Bragantino pela décima rodada, o Atlético anunciou a saída de Coudet, que já sofria pressão pela eliminação para o Corinthians na Copa do Brasil. O clube e o treinador ensaiaram uma batalha judicial pelo pagamento ou não da multa rescisória, mas no fim houve acordo entre o argentino e o Galo.

Coudet sofreu pressão no Galo e ensaiou briga jurídica com o clube

7 – Paulo Turra, Athletico-PR

Com a saída repentina do então diretor técnico Luiz Felipe Scolari para substituir Coudet no Atlético Mineiro, o Athletico Paranaense reagiu demitindo Turra, “fiel escudeiro” de Felipão. Nem mesmo o aproveitamento superior a 73% salvou o treinador da degola.

8 – Odair Hellmann, Santos

A derrota por 2 a 0 para o Corinthians na Vila Belmiro, pela 11ª rodada, foi a gota d’água para Odair no Santos. O treinador foi demitido no dia seguinte, 22 de junho, com o time cinco pontos acima da zona do rebaixamento.

9 – Maurício Barbieri, Vasco

Barbieri não resistiu à sequência de resultados e atuações ruins. Em seis meses no comando, ele acumulou nove vitórias, quatro empates 11 derrotas, em 24 partida, com aproveitamento de 43%.

Noticias Relacionadas
- Advertisment -
Google search engine

Mais lidas