24.4 C
Mato Grosso
terça-feira, maio 28, 2024
spot_img
HomePolíciaPolicial penal é preso suspeito de envolvimento na morte de garimpeiro após...

Policial penal é preso suspeito de envolvimento na morte de garimpeiro após cair de um desfiladeiro

Ele teria furado bloqueio e foi estava com munições sem registro

Um policial penal de 42 anos foi preso com armas e munições sem registro na última quarta-feira (20) em Pontes e Lacerda (a 445 quilômetros de Cuiabá). Ele é suspeito de envolvimento na morte do garimpeiro Roberto Barbosa dos Santos, na região conhecida como Bananal.

Segundo as informações, a suspeita é de que o policial estaria com um bando armado que invadiu a área de mineração e atirou contra os seguranças e garimpeiros. Na ação, Roberto caiu de um desfiladeiro e morreu. 

Na sequência, a Polícia fez um bloqueio na região para impedir a fuga do bando. Um Mitsubishi Asx preta conseguiu furar o bloqueio e as investigações apontam que o policial estaria no veículo.

Os militares procuravam pela Mitsubishi, que fugiu em direção ao centro da cidade. No entanto, encontraram um Civic preto em alta velocidade na Avenida Paraná. 

As equipes de Força Tática, Gefron e Bope, abordaram o veículo. O motorista se identificou como policial penal e começou a dar versões desencontradas. 

No veículo, os policiais encontraram um rádio comunicador Baofeng, dois celulares, 153 munições de diversos calibres e uma pistola Taurus TS9 calibre nove milímetros. O suspeito apresentou apenas o registro da pistola. 

Ele negou envolvimento no episódio. Disse que  havia ido até a região da Serra Azul, distante do garimpo, para caçar com amigos. 

Depois, afirmou que, por volta das 17h, foi até as proximidades da entrada do Bananal dirigindo um Pálio cinza e buscou três pessoas que estavam na região de mata. Ele os teria deixado próximo à rodoviária. 

Foi próximo à rodoviária que ele teria trocado o Pálio pelo Civic. O caso é investigado pela Polícia Civil.

Fonte: MidiaNews

Noticias Relacionadas
- Advertisment -
Google search engine

Mais lidas