30.2 C
Mato Grosso
quinta-feira, maio 30, 2024
spot_img
HomeGeralMorre shih-tzu de 8 anos esquecida em manta térmica após cirurgia em...

Morre shih-tzu de 8 anos esquecida em manta térmica após cirurgia em clínica de Cuiabá

A shih-tzu Charlote Dayane, de 8 anos, que foi esquecida em uma manta térmica, após passar por cirurgia em uma clínica veterinária de Cuiabá, não resistiu às lesões e morreu na noite desta sexta-feira (28). Devido à negligência médica dos veterinários responsáveis, a pele da cadelinha “derreteu” e ela não conseguiu se recuperar das queimaduras gravíssimas.

A tutora do animal, Eliane Montanha Rojas, confirmou a morte.

“Ela sofreu uma parada. Amanhã cedo será feita a perícia no corpo dela para ver os danos. A polícia vai fazer perícia”, afirmou, completamente abalada pela perda.

Charlote passou por cirurgia de retirada de olho no dia 11 de abril, procedimento comum e relativamente simples para essa raça de cães. No entanto, devido à imperícia dos profissionais que atuam na unidade, ela foi esquecida na manta térmica e teve o corpo completamente queimado, chegando a ficar com as costelas expostas.

Charlote Dayane foi levada para outra clínica em Cuiabá, onde lutou para se recuperar das graves lesões até esta noite. Eliane conta que gastou mais de R$ 12 mil com o tratamento da cadela e foi criada uma página no site Vakinha para ajudar a custear o tratamento de Charlote, onde ela pedia ajuda para arrecadar R$ 30 mil no total.

Após a morte, umaa publicação na página do Instagram foi feita, pedindo que fossem suspensas todas as doações.

Quando falou na tarde desta sexta-feira (28), Eliane estava muito feliz, porque Charlote havia dado os primeiros passos sozinha desde que tudo aconteceu, há 17 dias.

“A Charlote foi fazer uma cirurgia de enucleação, que é a retirada do globo ocular, e, no momento da cirurgia, esqueceram ela na manta térmica e queimou ela praticamente inteira. O outro lado já está restituído, mas o lado esquerdo dela todinho está queimado. (…) Ela está lutando e a gente junto com ela”, explicou.

Um advogado já estuda quais medidas serão adotadas a partir de agora e Eliane prefere não falar mais sobre o caso, além daquilo que ela já compartilhou nas redes sociais.

Outro lado

A clínica veterinária envolvida no caso enviou uma nota, explicando a situação. De acordo com a nota, Charlote ficou disposta sobre o colchonete térmico durante toda a cirurgia, a fim de estabilizar a temperatura corporal.

“Em dado momento o médico veterinário cirurgião ao procedimento de observação da paciente, notou que o equipamento colchonete térmico estava em alta temperatura, acima do normal, observando que o corpo da paciente estava quente. Neste momento ela foi retirada de imediato e levada para monitoramento na internação”, diz o documento.

Horas depois da shitzu internada, a médica veterinária plantonista notou as lesões no corpo da cadela e avisou o médico veterinário responsável pelo caso, para que ele informasse os tutores e tomasse as devidas providências. Ainda de acordo com a clínica, “todas as medidas possíveis no campo médico veterinário foram tomadas para atender a paciente”.

“A direção da Clínica Veterinária está apurando os fatos, lamentando o ocorrido e tomando todas as providências que forem necessária para apurar as circunstâncias que se deu os fatos com a paciente Charlote.”

Por APARECIDO CARMO/Foto: Reprodução

Noticias Relacionadas
- Advertisment -
Google search engine

Mais lidas