30.2 C
Mato Grosso
quinta-feira, maio 30, 2024
spot_img
HomePolíciaLadrão diz que bando esperava encontrar R$ 40 milhões em cofre

Ladrão diz que bando esperava encontrar R$ 40 milhões em cofre

Integrante da quadrilha que invadiu Confresa no início de abril, Paulo Sérgio Alberto de Lima, de 48 anos, revelou durante oitiva na Polícia Civil que o bando esperava encontrar de R$ 30 milhões a R$ 40 milhões no cofre da transportadora de valores Brink’s.

No trecho do depoimento de Paulo, divulgado nesta segunda-feira (8), o assaltante ainda contou que foi contratado somente para arrombar o cofre. 

Ao ser questionado pelo investigador qual a estimativa de valor a quadrilha acreditava que haveria no cofre, ele respondeu: “Uns R$ 30, 40 [milhões]. É… transportadora trabalha com isso, né?”.

Segundo ele, o valor seria dividido proporcionalmente entre os integrantes do escalão superior da quadrilha, e ele receberia somente a metade disso. 

“Exemplo: se tivesse R$ 10 milhões, no caso, e tivesse 10 pessoas, seria R$ 1 milhão para cada um. Para mim viria R$ 500 mil”.

Porém, conforme informado pelo assaltante, o roubo foi frustrado logo que o cofre foi arrombado, pois uma densa fumaça, “tipo enxofre”, foi liberada pelo sistema de segurança da empresa.

Dessa forma, como o tempo do bando para efetuar o roubo era cronometrado, eles acabaram desistindo de levar o dinheiro.

“[O grupo] conseguiu [acessar o cofre], mas não tinha como pegar nada, não foi tirado um um centavo de lá da transportadora. Nada, nada, nada, devido à fumaça, devido a essa ação da fumaça”, disse ele. 

“É tipo enxofre, você não consegue ficar perto dela, não tem jeito. Entrou mais gente [no cofre], mas ninguém conseguiu ficar perto. Aí tinha que sair. Aí desistiram, tinha que ir embora. Fazer o quê? Não conseguia pegar”.

O ataque

A ação do Novo Cangaço em Confresa aconteceu no dia 9 de abril, quando uma quadrilha com cerca de 20 membros invadiu a cidade para roubar a Brink’s.

Durante a ação, eles entraram na base da PM na cidade e atearam fogo em veículos. Apesar de explodirem artefatos dentro da Brink’s, eles não conseguiram levar o dinheiro.

Em seguida, o bando fugiu para o Tocantins, onde também tem aterrorizado os moradores do Estado vizinho.

Por ANGÉLICA CALLEJAS

Noticias Relacionadas
- Advertisment -
Google search engine

Mais lidas