23.7 C
Mato Grosso
segunda-feira, março 4, 2024
spot_img
HomeNotíciasJanones quer fazer Bolsonaro se arrepender de ter 'roubado o trabalhador'

Janones quer fazer Bolsonaro se arrepender de ter ‘roubado o trabalhador’

O deputado federal André Janones (Avante-MG) disse que, caso seja indicado para trabalhar na CPMI do 8 de Janeiro, pretende fazer o ex-presidente Jair Bolsonaro se arrepender “amargamente de ter roubado o povo trabalhador deste país”. A declaração foi dada por meio das redes sociais como uma promessa de Dia do Trabalhador nesta segunda-feira (1/5).

Os trabalhos da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI), que irá investigar os atos antidemocráticos do 8 de janeiro, devem começar ainda nesta semana. A expectativa é que os membros do colegiado sejam indicados até sexta-feira (5/5), mas que o núcleo Bolsonarista no congresso não receba a relatoria.

A oposição defende a tese de que o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tenha prevaricado durante o ataque à sede dos Três Poderes, em Brasília, com o intuito de ter ganhos políticos com o papel de vítima. Já os governistas vão querer investigar alguns parlamentares que possam ter incitado os atos violentos e até participado.

A CPMI será composta por 32 parlamentares, sendo 15 senadores e 15 deputados federais indicados pela proporcionalidade e mais uma vaga de cada Casa – Câmara dos Deputados e Senado -, que será preenchida por rodízio de integrantes da minoria.

Divisão no Senado

Bloco Democracia (PDT, MDB. PSDB, Podemos, Rede e União): 6 vagas
Bloco Resistência (PT, PSB, PSD e Rede): 6 vagas
Bloco Vanguarda (PL e Novo): 2 vagas
Bloco Aliança: (PP e Republicanos): 2 vagas

Divisão na Câmara

Bloco União, PP, PSB, PDT, PSDB-Cidadania, Avante, Solidariedade e Patriota: 5 vagas
Bloco MDB, PSD, Republicanos, Podemos e PSC: 4 vagas
PL: 3 vagas
Federação PT, PCdoB e PV: 2 vagas
PSol e Rede: 1 vaga
Novo: 1 vaga

Do Estado de Minas

Noticias Relacionadas
- Advertisment -
Google search engine

Mais lidas