17.6 C
Mato Grosso
domingo, julho 21, 2024
spot_img
HomeNotíciasCriminoso finge ser do "Judiciário" e dá golpe de R$ 30 mil...

Criminoso finge ser do “Judiciário” e dá golpe de R$ 30 mil em joalheira


Um estelionatário foi preso, nesta terça-feira (13), após aplicar o golpe do Pix numa joalheria localizada no Shopping Estação, em Cuiabá. Ele utilizava um veículo Corolla caracterizado como se fosse um carro oficial do Poder Judiciário, com brasão e luzes do tipo sirene.

O suspeito “comprou” no estabelecimento R$ 30 mil em joias e produtos luxuosos, mas no momento de efetuar o pagamento, apresentou um comprovante falso de uma transferência via Pix. O valor não caiu na conta bancária da loja.

O golpista é João Victor Rodrigues da Silva, de 24 anos. O crime  foi praticado nos dias 7 e 9 deste mês. No primeiro dia, o golpista fez uma compra de R$ 5,9 mil.  No dia 9, por volta das 13 horas, ele comprou itens avaliados em  R$ 10,8 mil. No mesmo dia,  por volta das 21h19h fez uma nova compra de  R$ 12,4 mil. Entre os objetos levados estão relógios, canetas, brincos, colares, pulseiras, taças de champanhe, totalizando R$ 29,2 mil. 

Policiais do GAP (Grupo de Apoio) da Polícia Militar receberam informações de que o suspeito estaria em um condomínio no Jardim Califórnia, em Cuiabá, onde mora ex-esposa.  Em rondas pela região, a guarnição conseguiu localizar o homem num veículo Corolla caracterizado como se fosse do Poder Judiciário. No interior do veículo, os objetos levados da loja de luxo. A Polícia Militar confirmou que o carro, na verdade era alugado, e não pertence ao Poder Judiciário.

João Victor confirmou ser o responsável pelo veículo. Sobre os acessórios encontrado dentro do carro, o golpista informou que só falaria na delegacia e na presença de seu advogado.

Ainda durante a abordagem, os policiais encontraram uma carteira do suspeito com um documento funcional do Ministério Público de São Paulo, um  revólver de ar comprimido em um coldre de porte velado, como também vários tubos de ar comprimido em uma caixa. Ainda conforme o boletim, o suspeito utilizava em seu veículo um estrobo de iluminação oficial.  O carro foi entregue para ex-esposa dele. 

Fonte: folha Max

Noticias Relacionadas
- Advertisment -
Google search engine

Mais lidas