33.2 C
Mato Grosso
sexta-feira, julho 19, 2024
spot_img
HomeNotíciasCriança morre após ser espancada pelo pai adotivo

Criança morre após ser espancada pelo pai adotivo

Lucas Henrique era espancado constantemente pelo pai adotivo – Reprodução

Menino de 7 anos deu entrada no hospital e suspeito disse que ele havia caído da escada. Lesões não condizem com a versão do pai

Uma criança de 7 anos morreu após ser espancada pelo pai adotivo em Mogi das Cruzes, região metropolitana de São Paulo, na noite da última quinta-feira (22).

De acordo com informações da Polícia Militar, a corporação recebeu um acionamento às 4h12 desta sexta-feira (23), para o Hospital de Clínicas Luzia de Pinho Melo, localizado na rua Manuel de Oliveira.

Segundo o hospital solicitante, o menino, Lucas Henrique de Lima Franco Leão, deu entrada no pronto socorro com ferimentos em todo o corpo. O pai adotivo da criança, Marcelo Bezerra Leite, informou aos médicos que ele havia caído da escada em casa.

Lucas Henrique foi socorrido pelo Hospital Santa Casa de Guararema, mas foi transferido à unidade de atendimento de Mogi das Cruzes e morreu no local.

Lesões não condizem com a versão do pai

Entretanto, a médica plantonista do Hospital de Clínicas Luzia de Pinho Melo, informou aos policiais que as lesões não condizem com as versões do pai.

O garoto apresentava ferimentos nos braços, ombros, cabeça, costas, barriga e pernas.

Durante depoimento à Polícia Militar, Marcelo confessou que espancou Lucas com socos após ele tentar entrar na cozinha de casa, que estava trancada, pois estava com fome.

Quando o homem percebeu que a criança estava tendo espasmos, o levou ao hospital.

Lucas sofria agressões constantes

O homem ainda afirmou que, em abril deste ano, bateu no menino quando ele pediu ovos de Páscoa. Lucas deu entrada em um hospital da região no mesmo dia com uma fissura no fêmur.

O suspeito informou que o garoto já havia sofrido uma queda há cerca de três meses atrás e caiu novamente da escada na noite de ontem. Ele ainda afirmou que chegou a “dar uma lição nele” há alguns dias, com palmadas fortes da região das nádegas e nas costas.

Marcelo e a mulher possuem mais dois filhos adotados, além de Lucas. O homem é ex-tutor do Conselho Tutelar e têm uma empresa de recreação infantil.

A residência da família, localizada em Guararema, está sendo preservada por viaturas da Polícia Militar.

Marcelo e a mulher foram encaminhados à Delegacia de Polícia de Guararema, onde o caso está sendo registrado.

Fonte: R7

Noticias Relacionadas
- Advertisment -
Google search engine

Mais lidas