21.9 C
Mato Grosso
segunda-feira, março 4, 2024
spot_img
HomeDiário TVCalcinhas esquecidas em sacola causam alerta de bomba no aeroporto de Fortaleza

Calcinhas esquecidas em sacola causam alerta de bomba no aeroporto de Fortaleza

Seguranças do local precisaram aplicar um protocolo anti-bombas antes de devolver o pacote aos donos.

A jovem Scarletth O’Hara passou por uma situação peculiar no Aeroporto de Fortaleza. Uma sacola com calcinhas da filha dela foi confundida com uma bomba na praça de alimentação do local. O vídeo onde ela mostrou todo o protocolo de segurança com a sacola viralizou. O caso aconteceu no último sábado (25).

A influenciadora explicou ao g1 que estava no aeroporto para deixar o irmão dela que iria pegar um voo. No local, a mãe dela a entregou uma sacola com calcinhas para a neta. Porém, Scarletth passou o pacote para o próprio marido, Rodrigo Silva.

“Só que meu marido, distraído, largou a sacola pela praça de alimentação do aeroporto. Aí na hora de ir embora, eu fui procurar, e cadê a sacola?!”, disse a influenciadora digital em entrevista ao g1.

“Quando eu achei, os seguranças já estavam ao redor da sacola. Aí eu falei ‘moço, isso é um saco de calcinhas, é meu’. Mas ele respondeu que era protocolo, e que eu não podia encostar na sacola”, comentou a jovem.

No vídeo, é possível ver uma equipe de seguranças conferindo a sacola que estava em uma mesa da praça de alimentação. Scarletth disse que, mesmo após verificar que não era uma bomba, a sacola foi levada para o setor de achados e perdidos do aeroporto, e a mãe dela precisou ir buscá-la.

“Ela [a mãe] disse que até no raio-x da Polícia Federal as calcinhas passaram”, lembrou a jovem, entre risos.

A Fraport, que administra o aeroporto de Fortaleza, explicou que a verificação trata-se de um procedimento de segurança, previsto na legislação da ANAC, a fim de garantir a segurança de todos os passageiros e pessoas que circulam pelo aeroporto.

“Não temos como afirmar o conteúdo dos objetos abandonados, por isso, para segurança de todos, eles são analisados e, uma vez não constatado risco, são liberados, o que foi feito”, disse a nota da empresa.

Fonte: G1-CE

Noticias Relacionadas
- Advertisment -
Google search engine

Mais lidas