20.7 C
Mato Grosso
domingo, junho 23, 2024
spot_img
HomeNotíciasBrasileiro desaparecido após conflito em Israel é encontrado morto

Brasileiro desaparecido após conflito em Israel é encontrado morto

Ranani Nidejelski Glazer, 24 anos, estava em uma rave próximo à Faixa de Gaza quando começou o ataque do grupo islâmico Hamas

Um dos três brasileiros desaparecidos em Israel após o ataque do grupo islâmico Hamas, Ranani Nidejelski Glazer, 24 anos, foi encontrado morto. A informação foi divulgada pela Folha de São Paulo e confirmada pelo Metrópoles nesta segunda-feira (9/10).

Natural de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, Ranani vivia em Israel há sete anos e tinha cidadania israelense.

O brasileiro chegou a prestar serviço militar no país. Ele morava em Tel Aviv, capital de Israel, com amigos e trabalhava como entregador.

Ranani estava em uma rave com a namorada, Rafaela Treistman, e um amigo, Rafael Zimerman, no último sábado (7/10), quando começaram os bombardeios do grupo islâmico Hamas contra o território isralenses. A festa acontecia próxima à Faixa de Gaza, estreita área ocupada por palestino.

A festa em que Ranani estava foi invadida por homens armados do Hamas que cercaram o local e lançaram granadas contra quem estava na rave.

Segundo Rafael Zimerman, o grupo tentou se esconder em um abrigo quando iniciou o ataque. No entanto, ao deixarem o local, ele e Rafaela não conseguiram mais localizar Ranani Glazer.

Israel e Hamas

O Hamas iniciou um ataque surpresa contra o território de Israel no sábado. A ação deixou ao menos 700 mortos e centenas de pessoas feridas. As áreas mais afetadas foram Tel Aviv e Jerusalém, cidade considerada sagrada pelo judaísmo, cristianismo e islamismo.

Em resposta, às Forças Armadas de Israel iniciaram uma contra ofensiva contra territórios palestinos, como, por exemplo, a Faixa de Gaza.

Segundo o Itamaraty, a estimativa é de que 14 mil brasileiros vivem em Israel, e outros 6 mil na Palestina.

O governo federal irá enviar seis aeronaves da Força Aérea Brasileira (FAB) para repatriação dos brasileiros que estão na área de conflito. A princípio, serão retiradas de Israel e Palestinas os nacionais que estão na região a turismo.

O primeiro avião deve chegar a Israel no início da manhã desta terça-feira (10/10). A aeronave com capacidade para 230 passageiros deve retornar ao território brasileiro nesta quarta (11/10).

Fonte: Metrópoles

Noticias Relacionadas
- Advertisment -
Google search engine

Mais lidas