20.7 C
Mato Grosso
terça-feira, julho 23, 2024
spot_img
HomeGeralAuditoria aponta fraude fiscal de R$ 400 milhões na Unimed

Auditoria aponta fraude fiscal de R$ 400 milhões na Unimed

Auditoria independente contratada pela Unimed Cuiabá detecta fraude superior a R$ 400 milhões. De acordo com o relatório apresentado nesta quarta-feira (14), o prejuízo é referente a contratos abusivos, sonegação fiscal e adiantamento a prestadores realizados na gestão anterior da cooperativa. As inconsistências contábeis foram descobertas após fiscalização da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), que por reiteradas vezes questionou os números apresentados pela gestão do ex-presidente Rubens de Oliveira, mas não obteve respostas.

As fraudes também foram apontadas por dois conselhos fiscais da Unimed Cuiabá em anos distintos – sendo um em 2021 e outro em 2022. De acordo com a auditoria, Rubens, o ex-presidente do Conselho de Administração, João Bosco Duarte, e o ex-CEO Eroaldo Oliveira teriam omitido informações para os conselheiros fiscais em desacordo com o estatuto da cooperativa.

O balanço contábil do ano passado já tinha sido reprovado pelos médicos cooperados na última assembleia geral ordinária, realizada em março último. Após várias indagações, a apresentação do parecer dos analistas independentes mostrando inconsistência de números e a apresentação do conselho fiscal desfavorável à aprovação, a própria contadora da Unimed Cuiabá declarou ter sido pressionada pela gestão anterior para deliberar o balanço.

A assembleia que analisou a prestação de contas aconteceu três dias depois da derrota de Rubens para um terceiro mandato à frente da instituição. O atual presidente, Carlos Bouret, foi autorizado pelos cooperados a contratar a auditoria para averiguar e apresentar os números aos cooperados.

O balanço contábil revisado pelos analistas será apresentado em assembleia geral, marcada para o próximo dia 27 de junho. Durante a reunião, a atual gestão vai apresentar um plano de readequação do prejuízo contábil gerado pela antiga administração.

Outro lado

A reportagem tentou contato com os três ex-integrantes da diretoria da Unimed Cuiabá, mas não obteve retorno até o fechamento da edição.

NOTA À IMPRENSA
“Sobre a publicação do balanço contábil 2022 auditado da Unimed Cuiabá, esclarecemos que:


1. O atendimento aos mais de 220 mil clientes está assegurado e é prioridade da atual gestão, que já vem realizando várias
ações administrativas para garantir um atendimento de mais qualidade.

2. Desde março deste ano, quando assumimos a gestão da Unimed Cuiabá e conforme decisão da AGO, fomos incumbidos de contratar uma auditoria externa para verificar a realidade dos números da nossa Cooperativa. A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) havia apontado diversas inconsistências na última gestão que foram comprovadas por esta auditoria.


3. Será um enorme esforço para a atual Diretoria e cooperados, que são os donos, regularizar a saúde financeira da Cooperativa, que deverá seguir um plano de regularização a médio prazo que será apresentado em Assembleia Geral Extraordinária (AGE) a ser realizada em 27 de junho de 2023.


4. Se houver algum ilícito apurado, os responsáveis serão acionados cível e criminalmente para ressarcimento da Cooperativa.


5. A Unimed Cuiabá reforça ainda aos seus mais de 220 mil clientes e aos mais de 1100 colaboradores que, além
de assegurar a qualidade de atendimento, a atual gestão não poupará esforços no sentido de sanar e regularizar os
apontamentos tanto da auditoria externa quanto da ANS.


Diretoria Executiva e
Conselho de Administração
2023/2027 Unimed Cuiabá”

Por João Freitas/Reprodução

Noticias Relacionadas
- Advertisment -
Google search engine

Mais lidas