21.8 C
Mato Grosso
sábado, abril 13, 2024
spot_img
HomeVariedadesAdvogado viraliza nas redes ao usar monociclo elétrico para trabalhar em Cuiabá

Advogado viraliza nas redes ao usar monociclo elétrico para trabalhar em Cuiabá

Apesar do monociclo elétrico já ser tendência nas principais capitais brasileiras, em Cuiabá, ainda não é muito comum entre os cuiabanos. Por isso, o advogado criminalista Marcus Augusto Giraldi, que usa o meio de locomoção para trabalhar, viralizou nas redes sociais. 

Onde passa, o pequeno veículo elétrico de apenas uma roda chama muita atenção dos curiosos. “Isso acontece direto, todo o lugar que a gente está, estão filmando a gente”, disse o profissional. 

O advogado contou ao Entretê que mora no município de Matupá, interior de Mato Grosso, e vem à Capital todo o mês a trabalho e utiliza o monociclo para transitar na cidade. Conforme Marcus, o equipamento tem vários benefícios e qualquer um pode pilotar. Basta ter equilíbrio e atenção para evitar os acidentes. 

“Com ele, você não paga IPVA, nem licenciamento, energia para carregar é pouquinho. Você não tem que fazer troca de óleo a cada mil km como uma moto tem que fazer. […] Quando estiver pilotando, é preciso ficar atento e olhar para a frente. Mas se estiver desatento, olhando para um lado e para o outro, vai cair”, orientou. 

De acordo com Marcus, que também é membro da Associação Brasileira dos Proprietários de Veículos Elétricos Inovadores (Abravei), a ideia de comprar o meio de locomoção surgiu após ver vídeos a respeito do assunto.  “A gente fez uma reunião para entrar outros modais de transporte elétrico e começou a entrar o pessoal da micromobilidade. Eles começaram a mandar uns vídeos legais e pensei que precisava comprar um negócio desse”.

Segundo o profissional, ele aprendeu a pilotar o equipamento há cerca de oito meses. Antes de ficar craque, precisou treinar bastante. “Eu tive vários tombos aprendendo no outro pequeno que tinha. […] Lá em Matupá, fiquei quase quatro horas andando para pegar o jeito”. 

O atual monociclo de Marcus custa cerca de R$ 22 mil, faz até 55 km/h e tem uma autonomia de 100 km. O equipamento eletrônico ainda interage com smartphones e relógios digitais. 

Andando por Cuiabá, o advogado percebeu que a cidade tem muita falta de acessibilidade. “As calçadas tem tocos soltos, objetos no meio, buracos, é pior do que as vias. Quem anda de carro e tem buraco para desviar está feliz da vida”, ironiza.

Marcus ainda tem um perfil no Instagram onde compartilha com internautas o seu dia a dia pilotando o monociclo. Pra conferir, é só acessar: @eletrificou.

Por Gabriella Arantes

Noticias Relacionadas
- Advertisment -
Google search engine

Mais lidas