29.3 C
Mato Grosso
sábado, julho 13, 2024
spot_img
HomeCidadesAdvogado de Campo Novo chama vereadores de macacos

Advogado de Campo Novo chama vereadores de macacos

Nos últimos tempos, o racismo e o preconceito têm se manifestado de maneiras diversas, ultrapassando fronteiras e afetando vários aspectos da sociedade, inclusive a política local. O caso mais recente ocorreu em Campo Novo do Parecis, uma cidade promissora que ganhou notoriedade, mas não pela melhor das razões.

O alvo da intolerância racista não foi um jogador de futebol nos campos da Espanha, onde Vinicius Junior enfrenta discriminação, mas sim os vereadores da cidade. Um advogado local, cujo nome será omitido em respeito à população de Campo Novo, usou seu espaço em grupos de WhatsApp para propagar ofensas de cunho racista contra os legisladores municipais.

Em prints de conversa em grupo de Whatsapp, acessadas pela reportagem, o advogado racista se refere aos vereadores como “lixo da Câmara”, “macacos da Câmara” e completa: “Não interessa a opinião de vereador macaco”. 

O motivo da revolta do advogado racista parece ser a suposta cobrança de uma taxa para o recolhimento de resíduos sólidos, um tema relacionado a um projeto de Parceria Público Privada (PPP) para o saneamento básico.

De acordo com a Lei Nº 2.425/2023, o lixo doméstico será recolhido em um aterro sanitário, enquanto os resíduos sólidos ficarão a cargo da empresa vencedora da licitação, mediante a cobrança de uma taxa definida em acordo com a prefeitura.

É importante destacar que, embora a discussão sobre as taxas seja legítima e passível de debate, o racismo não é.

As ofensas proferidas pelo “jurista de Whatsapp” ultrapassam os limites da civilidade e do respeito humano.

Insultar os vereadores com termos racistas é inaceitável e configura um crime de ódio.

A postura racista do advogado não apenas mancha sua imagem, mas também reflete um problema mais amplo que precisa ser enfrentado e combatido. A discriminação racial não tem lugar na sociedade, seja nas redes sociais ou na política local.

Espera-se que a justiça prevaleça e que ações legais sejam tomadas contra o autor das ofensas para que ele responda por seu comportamento inaceitável. A população de Campo Novo do Parecis merece viver em uma comunidade que valorize a igualdade e o respeito mútuo, deixando o racismo no passado.

A União das Câmaras Municipais de Mato Grosso (UCMMT) deve se pronunciar sobre o caso.

Do Bronca Popular

Noticias Relacionadas
- Advertisment -
Google search engine

Mais lidas