22.3 C
Mato Grosso
quarta-feira, fevereiro 21, 2024
spot_img
HomeInternacionalAcidente de trem na Índia deixa centenas de feridos e dezenas de...

Acidente de trem na Índia deixa centenas de feridos e dezenas de mortes

  Reprodução/Twitter

Mais de 15 equipes de bombeiros, 30 médicos, 200 polícias e 60 ambulâncias foram mobilizados para o local

Pelo menos 30 pessoas morreram e outras 300 ficaram feridas feridas após um acidente de trem que aconteceu nesta sexta-feira (2), no distrito de Balasore, em Odisha, na Índia. 

As imagens do acidente mostram cerca de 15 vagões virados sobre os trilhos, com várias pessoas tentando salvar os passageiros presos no interior.

De acordo com o porta-voz da Indian Railways, Amitabh Sharma, a colisão entre os dois primeiros trens ocorreu por volta das 19h (horário local). Depois, um outro trem de passageiros que passava em alta velocidade atingiu vários dos vagões tombados.

Três equipes da Força Nacional de Resposta a Catástrofes, quatro unidades da Força de Ação Rápida em Caso de Catástrofe de Odisha, mais de 15 equipes de bombeiros, 30 médicos, 200 polícias e 60 ambulâncias foram mobilizados para o local, informou o secretário-geral de Odisha, Pradeep Kumar.

As operações de salvamento prosseguirão durante a noite, apesar da escuridão, acrescentou.

Um dos trens de passageiros acidentados fazia o percurso entre as cidades de Shalimar, em Calcutá, e Chennai, no estado de Tamil Nadu, enquanto o outro fazia o percurso entre Yeswanthpur, em Bangalore, e Howrah, em Calcutá, informou o Ministério das Ferrovias no Twitter.

O primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, manifestou a sua angústia pelo acidente e anunciou que está em contato com o ministro das Ferrovias, Ashwini Vaishnaw, para acompanhar a situação.

Os acidentes de trem são frequentes na Índia. De acordo com o último relatório do Escritório Nacional de Registro de Crimes (NCRB) da Índia, foram registrados 13.018 acidentes em 2020, nos quais morreram 11.986 pessoas e 11.127 ficaram feridas, sendo as colisões responsáveis por 70% das vítimas.

Fonte: R7

Noticias Relacionadas
- Advertisment -
Google search engine

Mais lidas