32.2 C
Mato Grosso
domingo, junho 16, 2024
spot_img
HomeNotíciasSuspeito de estuprar e matar enteada de 2 anos deixa carta para...

Suspeito de estuprar e matar enteada de 2 anos deixa carta para mulher: ‘Jamais tocaria na sua filha’

Padrasto esteve na delegacia, mas foi liberado. Na mensagem para a mãe da menina, ele afirma que vai provar sua inocência

O homem suspeito de estuprar e matar a enteada, identificada como Beatriz, de 2 anos, deixou uma carta para a mulher e mãe da criança em que pede a ela que não desconte a raiva nas coisas dele, além de afirmar que vai provar a inocência. “Jamais tocaria na sua filha”, escreveu — veja abaixo a carta na íntegra.

O caso ocorreu em Guarulhos, na Grande São Paulo, na manhã deste domingo (15). A menina foi levada ao hospital pela mãe e pelo padrasto após ter passado mal. No local, a equipe de saúde constatou que a menina apresentava lacerações do ânus à vagina.

Beatriz teve convulsão, foi medicada, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital.

Uma testemunha, que preferiu não se identificar, contou à Record TV que o suspeito passava muito tempo com a enteada, enquanto a mãe trabalhava. Ela afirmou, ainda, que a menina não tinha contato com outros homens, somente com o padrasto.

O suspeito esteve na delegacia e negou o crime. Ele aceitou fornecer material genético para exames e foi liberado.

Na mensagem deixada para a companheira, o homem informa que já fez o exame de DNA e, com isso, vai provar que não abusou de Beatriz. “Não quero me afastar de ti nunca. Te amo muito”, escreveu.

Veja a carta na íntegra:

Homem afirma que vai provar sua inocência

Homem afirma que vai provar sua inocência – Reprodução/Record TV

Delegado teme fuga do suspeito

Segundo informações do delegado que acompanha o caso, a princípio o homem e a mãe da criança não serão detidos; porém, se for confirmado pelo médico-legista que houve abuso sexual, ele vai pedir a prisão do casal, já que a mulher e o padrasto afirmam que mais ninguém teve contato com a criança.

O delegado disse ainda temer a fuga dos dois, pois esses exames costumam demorar para ter os resultados apresentados.

O caso foi registrado no 1° DP (Guarulhos).

Fonte: R7

Noticias Relacionadas
- Advertisment -
Google search engine

Mais lidas