29.5 C
Mato Grosso
segunda-feira, abril 22, 2024
spot_img
HomeNotíciasProfessor é preso após ser acusado de abusar sexualmente de crianças em...

Professor é preso após ser acusado de abusar sexualmente de crianças em creches

Um professor de 28 anos foi preso preventivamente após ser acusado de ter abusado sexualmente de crianças em creches de Camboriú e Itajaí, no litoral norte de Santa Catarina, na tarde desta quarta-feira (10).

A polícia o prendeu dentro da casa dele e apreendeu os celulares e outros dispositivos eletrônicos para investigação. O suspeito foi conduzido ao Presídio Regional de Itajaí, no bairro Canhanduba. A prisão contou com o apoio da DPCAM (Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso). O MPSC (Ministério Público de Santa Catarina) recebeu a denúncia e a está analisando.

Abuso sexual

O crime em Camboriú teria acontecido no início do mês. A família da vítima fez um boletim de ocorrência, na sexta-feira (5), contra o assistente educacional que trabalhou por dois dias na creche, no bairro Conde Vila Verde, em Camboriú. A Secretaria de Educação do município foi acionada e afastou o suspeito da instituição.

Após a denúncia contra o homem, pais de duas crianças em Itajaí também acusaram o profissional de ter cometido o crime. Ele atuou como professor por oito meses na creche e saiu após ser aprovado em um processo seletivo para assistente educacional em Camboriú. Os responsáveis procuraram a Secretaria de Educação, que os orientou a procurarem o Conselho Tutelar.
“Casos dessa natureza exigem cautela, tanto com a vítima quanto em relação ao tratamento dado às provas que surgem”, explicou a Polícia Civil. O Conselho Tutelar também foi acionado para acompanhar o caso, e o Judiciário deve auxiliar com a escuta especializada.

Os outros professores que dão aula para as crianças em questão devem ser ouvidos pela polícia. Não há informações sobre mais denúncias de abuso na mesma escola.

De acordo com as forças de segurança, o processo ocorre sob segredo de justiça por envolver abusos contra menores de idade. A investigação está em andamento.

Fonte: R7

Noticias Relacionadas
- Advertisment -
Google search engine

Mais lidas