30.2 C
Mato Grosso
quinta-feira, maio 30, 2024
spot_img
HomeNotíciasPresa, mulher de 42 anos afirmava ter 12 anos e alegava ser...

Presa, mulher de 42 anos afirmava ter 12 anos e alegava ser vítima de bruxaria e de rede de prostituição para dar golpes

Reprodução

Para justificar a idade, Amanda alegava que o pai tinha dado hormônios para ela, com a finalidade de parecer mais velha para poder se prostituir.

Uma mulher foi presa em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, suspeita de aplicar golpes em vários estados, dizendo ser vítima de rede de prostituição e bruxaria. Segundo a polícia, Amanda Maria, de 42 anos, dizia ter 12 anos para enganar as vítimas e foi presa em flagrante por estelionato, falsa identidade e falsidade ideológica.

Uma vítima diz que foi apresentada à criminosa por uma amiga que trabalha em um projeto social, e que também foi vítima da golpista.

A mulher dizia que havia fugido do Nordeste porque era obrigada pelo pai a se prostituir e a participar de rituais de magia.

Para justificar a idade, Amanda alegava que o pai tinha dado hormônios para ela, com a finalidade de parecer mais velha para poder se prostituir.

Além disso, a criminosa também afirmava ser uma pessoa com autismo e possui diversas agulhas pelo corpo, comprovadas por exames de imagens.

Sensibilizadas, as vítimas acolheram a golpista, alugaram uma casa para ela, compraram roupas, comida e até levaram a sessões com psicólogos. Para reforçar a versão do abuso, Amanda fazia desenhos onde retratava uma criança sofrendo.

Quando decidiram buscar ajuda da polícia, as vítimas descobriram que a mulher que se passava por uma criança de 12 anos era uma criminosa, que respondia por falsidade ideológica e roubo no Rio e em outros estados.

Ela foi presa por estelionato, falsa identidade e falsidade ideológica.

Fonte: G1

Noticias Relacionadas
- Advertisment -
Google search engine

Mais lidas