19.7 C
Mato Grosso
domingo, junho 23, 2024
spot_img
HomePolíciaOperação Falsa Portabilidade prende 25 pessoas e desarticula financeiramente grupo envolvido em...

Operação Falsa Portabilidade prende 25 pessoas e desarticula financeiramente grupo envolvido em golpes

Entre as vítimas estão uma instituição financeira e servidores públicos que tiveram salários desviados para contas falsas

Vinte e cinco pessoas envolvidas em golpes contra uma instituição financeira e diversos funcionários públicos tiveram mandados de prisão cumpridos pela Polícia Civil, até o momento, durante os trabalhos da Operação Falsa Portabilidade, deflagrada na terça-feira (07.11), pela Delegacia Especializada de Estelionato e Outras Fraudes de Cuiabá.

Operação tem como alvo uma associação criminosa especializada em falsificação de documentos para abertura de contas digitais utilizadas na prática de golpes.

Os crimes tiveram como vítima principal uma instituição que presta serviços de pagamentos, transferências de valores e portabilidade de salário, assim como diversos servidores públicos e outras pessoas que tiveram seus salários desviados para contas falsas, criadas pelos golpistas. 

Além das prisões, foi dado cumprimento a 40 mandados de busca e apreensão domiciliar, que resultaram em uma prisão em flagrante por posse irregular de arma de fogo e uma pessoa conduzida por posse de drogas para consumo próprio.

Durante as buscas, foram apreendidos nove veículos, sendo sete carros e duas motonetas, cinco bicicletas elétricas, 21 cadeiras PC Gamer e R$ 11.609 em dinheiro. Na operação também foi cumprido um mandado de sequestro de bens e valores com o valor superior a R$ 511 mil, referente ao prejuízo da instituição vítima. 

O delegado que coordenou as investigações, Marcelo Torhacs, destacou que com o cumprimento das medidas cautelares de busca e apreensão, bloqueio de contas e sequestro de bens, a operação buscou descapitalizar o grupo criminoso.

“As investigações continuam com a análise dos materiais apreendidos com o objetivo de identificar outros integrantes envolvidos, assim como e cessar suas atividades criminosas”, disse o delegado.

Fonte: Polícia Civil-MT

Noticias Relacionadas
- Advertisment -
Google search engine

Mais lidas