32.1 C
Mato Grosso
quarta-feira, junho 12, 2024
spot_img
HomeNotíciasOnde está Samuel? família segue sem repostas há 4 anos após o...

Onde está Samuel? família segue sem repostas há 4 anos após o desaparecimento de criança em Rondonópolis

Samuel Victor da Silva Gomes Carvalho desapareceu quando tinha 6 anos, no dia 20 de outubro de 2019. Atá agora, nem a polícia, nem a família conseguiram informações sobre o paradeiro do menino.

Quatro anos após o desaparecimento do menino Samuel Victor da Silva Gomes Carvalho, a família segue sem informações sobre a localização e o motivo do sumiço da criança, que desapareceu após, supostamente, pular o portão da casa da avó, em Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá.

Ao g1, a Polícia Civil informou que o inquérito segue aberto e que “foram realizados diversos procedimentos, incluindo oitivas de familiares, de testemunhas e vizinhos da criança. Também foram realizadas buscas em diversos locais para esclarecer o desaparecimento da criança”.

Em entrevista ao g1, a mãe de Samuel, Anelice da Silva Gomes, disse que, desde que o desaparecimento do filho, ela foi informada pela polícia que seria atualizada a cada novo desdobramento que o caso tivesse, no entanto, mesmo após tantos anos, a mãe continua sem respostas.

“Meu filho teria 10 anos hoje. Ainda temos esperança, mas não sei sobre a polícia. Acho que se a gente tivesse dinheiro, já teríamos achado esse menino”, pontuou.

Samuel e a mãe, Anelice da Silva Gomes — Foto: Arquivo Pessoal

Samuel e a mãe, Anelice da Silva Gomes — Foto: Arquivo Pessoal

De acordo com Anelice, a família voltou a ter esperanças há dois meses, quando recebeu a ligação de um número desconhecido informando que o menino havia sido encontrado em São Paulo. Mas o paradeiro de Samuel nunca foi confirmado e os familiares acreditam ter se tratado de uma tentativa de golpe.

“Ligaram falando que estava com o Samuel, que ele estava vivendo na rua, que tinha virado usuário de drogas e que estava devendo R$ 1 mil para eles, que só iriam entregá-lo se a gente fizesse o pagamento desse dinheiro”, contou.

Anelice relatou que, na época do desaparecimento, o principal suspeito era o ex-marido da avó de Samuel, que falava que o menino tinha morrido e que eles não precisavam mais procurar por ele.

“Ele falava para todo mundo que Samuel tinha morrido. A polícia queria tirar o depoimento dele, mas ele sumiu. O nosso maior suspeito pode ser ele”, explicou.

A polícia disse que essa informação não foi confirmada e que, até agora, nenhuma pessoa é investigada pelo possível crime contra o menino.

Em meio a incerteza e a dor da perda, Anelice contou que só queria encontrar o filho. “Se ele tivesse morrido, a gente queria pelo menos o corpo pra poder enterrar”, disse a mãe.

Samuel Victor da Silva Gomes Carvalho — Foto: Arquivo Pessoal

Samuel Victor da Silva Gomes Carvalho — Foto: Arquivo Pessoal

Relembre o caso

Samuel desapareceu em 20 de outubro de 2019. Segundo a avó, o neto estaria no quarto pois ele pediu arroz-doce à ela e, enquanto ela preparava a sobremesa. Quando ela foi até o cômodo, ele não estava lá. Ela notou o desaparecimento do neto por volta de 14h.

Lucineide contou que o neto tem hiperatividade, e que é possível que ele pulou o portão da residência quando ninguém estava olhando e se perdeu pelas ruas do bairro.

A mãe dele, Anelice da Silva, de 23 anos,, supõe que o menino tenha pulado o muro para brincar na rua. Segundo ela, o filho costumava sair para rua e brincar com outras crianças, mas, no domingo, Samuel estava de castigo e, por essa razão, o portão da casa estava trancado.

Na época, um boletim de ocorrência foi registrado pela a avó. O caso está sendo investigado pela Delegacia Especializada da Criança e Adolescente de Rondonópolis.

Fonte: G1 MT

Noticias Relacionadas
- Advertisment -
Google search engine

Mais lidas