34.8 C
Mato Grosso
domingo, dezembro 10, 2023
spot_img
HomeAgronegócioNova Rota lança pacote de medidas para diminuir impacto das obras no...

Nova Rota lança pacote de medidas para diminuir impacto das obras no escoamento da safra do milho

Plano ‘Safra em Movimento’ terá ações programadas para todo o período de escoamento da produção recorde do grão

Ciente da estimativa de uma safra de milho de 29 milhões de toneladas para este ano em Mato Grosso, a Concessionária Nova Rota do Oeste lança nesta segunda-feira (17.07.2023) o Plano Safra em Movimento visando diminuir o impacto das obras da BR-163/MT no escoamento da produção por um período de, no mínimo, 40 dias, quando o movimento no fluxo de veículos será mais intenso. A medida atende à demanda do agronegócio e do setor de logística do Estado, que vêm se mostrando atentos à quantidade de frentes de manutenção no principal corredor de escoamento da produção, após o anúncio da troca de controle da Concessionária para o Governo do Estado, por meio da MT Par.  

A iniciativa prevê ações imediatas:

  1. Criação de vias alternativas nas laterais dos pontos de obra, quando possível por questão de espaço ou conformidade do terreno;
  2. Remanejamento do cronograma de intervenções durante este período crítico para travessias urbanas e pontos de serras, onde já há pista dupla;
  3. Reforço na sinalização e no uso de tecnologias para aprimorar a operação dos pontos em ‘pare e siga’, garantindo mais eficiência no processo;
  4. Ações de reforço na sinalização e na fiscalização para que seja possível a flexibilização para tráfego noturno dos veículos de carga que atuam na cadeia do milho, soja e algodão (a flexibilização ainda depende de anuência dos órgãos de trânsito e será divulgada em breve).

Segundo o gerente de Relações Institucionais da Nova Rota do Oeste, Roberto Madureira, o incremento de cinco equipes de manutenção na BR-163, de Cuiabá a Sinop, e a possibilidade de influência no escoamento da safra de milho, levou a classe produtiva de Mato Grosso a procurar a Concessionária para traçar estratégias que diminuíssem o impacto das obras no fluxo de veículos.

“Existe a unanimidade sobre a importância da recuperação do pavimento da BR-163 e também sobre necessidade de escoar esta safra recorde do milho. Então, buscamos meios de diminuir o impacto no tráfego, mas sem que isto gere qualquer tipo de paralização nas obras. Contamos com a colaboração de todos para termos uma safra escoando o mais agilmente possível, com segurança, e sem comprometer o cronograma de obras”, explica o gerente.  

Nesta semana a Concessionária já inicia a primeira ação para diminuir a interferência no trânsito da BR-163. As frentes de obras do norte da BR-163 serão realizadas nas travessias urbanas, onde é possível interromper uma das vias em cada sentido, deixando a outra pista livre para a circulação. Com essa alteração, as equipes do norte passam a trabalhar nas travessias urbanas de Sinop e Lucas do Rio Verde.

Os pontos onde as obras serão mantidas com operação de tráfego em ‘Pare e Siga’ podem ser acompanhados no Facebook.com/novarotadooeste e no site da Nova Rota do Oeste (www.novarotadooeste.com.br).

Com foco na fluidez em locais onde a manutenção é indispensável, a equipe de Engenharia mapeou os locais com a possibilidade de criar desvios com qualidade e segurança, removendo o fluxo do eixo principal. Assim, as obras podem ser realizadas e o tráfego segue sem interferências. A programação foi alinhada com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e já está em fase de implantação especial de sinalização e preparação dos desvios: o primeiro será realizado em Sinop em caráter experimental.

Nos trechos da rodovia sem a possibilidade de criar desvios, as operações de tráfego em ‘Pare e Siga’ receberão um reforço na gestão do tempo para liberação do tráfego dentro do prazo estimado para cada situação. A Concessionária também contará com o apoio da PRF nos trechos onde o desrespeito das orientações são mais recorrentes. 

Sinalização para AET – Ainda como parte do Plano, a Nova Rota trabalha junto ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT) para, em breve, atuar na concessão de Autorização Especial de Transporte (AET) no período noturno, das 3h às 22h. Algumas medidas já estão em andamento para atender à Resolução nº 882/21, do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que traz as normas para autorização do tráfego noturno. Entre elas, o setor de Conservação da Nova Rota elaborou um cronograma dinâmico para reforçar a sinalização. Com a conclusão dessa atividade, será dado início ao processo de autorização às transportadoras.

Fonte: Da Assessoria

Noticias Relacionadas
- Advertisment -
Google search engine

Mais lidas