23.7 C
Mato Grosso
segunda-feira, março 4, 2024
spot_img
HomeMato GrossoMato Grosso registra redução de 22% em focos de calor este ano

Mato Grosso registra redução de 22% em focos de calor este ano

Mato Grosso registrou uma redução de 22% no número de focos de calor entre 1º de janeiro e 5 de junho de 2023, em comparação com o mesmo período em 2022, segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). No ano passado, foram registrados 4.958 focos de calor, enquanto neste ano houve 3.886. 

Entre os 3 biomas presentes no estado, o Cerrado é o que teve maior redução no número de focos de calor, de 35,74%. Já o Pantanal teve redução de 17,31%, enquanto a Amazônia apresentou queda de 14,73%.

Segundo o comandante do Batalhão de Emergências Ambientais (BEA), tenente-coronel Marco Aires, a redução dos números é resultado de ações de prevenção, preparação e combate ao fogo realizadas pelo Estado, por meio do Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso, de forma integrada com as ações da Secretaria do Estado de Meio Ambiente. 

“Essa redução de 22% demonstra a importância dos investimentos realizados pelo Governo do Estado para a realização de ações ainda mais assertivas de prevenção e preparação contra os incêndios florestais. Graças às campanhas de prevenção do Corpo de Bombeiros e da Secretaria do Estado de Meio Ambiente, a população mato-grossense está mais consciente quanto às consequências do uso do fogo tanto na área urbanas como, principalmente, na área rural”, destacou o comandante.

Diariamente, o BEA faz o monitoramento de focos de calor em todo o estado – e o mesmo é realizado em outras 6 salas de situação no interior. Esse monitoramento é essencial para traçar as ações de prevenção, combate de incêndios e responsabilização daqueles que fizeram uso do fogo nas áreas urbanas – proibido durante todo o ano – e nas áreas rurais, onde a proibição vale entre 1º de julho e 31 de outubro.

“O decreto 259/2023 declara estado de emergência ambiental até novembro deste ano e estabelece também o período proibitivo do uso do fogo. Esse decreto ainda autoriza a Secretaria de Estado de Segurança Pública a contratar brigadistas, aumentando os nossos instrumentos de resposta para o combate aos incêndios florestais. Vamos distribuir essas equipes em todo o estado, a fim de combater o fogo e realizar ações preventivas para conscientizar os proprietários rurais para o não uso do fogo”, explicou o comandante.

Noticias Relacionadas
- Advertisment -
Google search engine

Mais lidas