24.3 C
Mato Grosso
segunda-feira, abril 22, 2024
spot_img
HomeMato GrossoMaggi: Mendes foi corajoso; vai arrumar a concessão e vendê-la

Maggi: Mendes foi corajoso; vai arrumar a concessão e vendê-la

Governo assumiu concessão e irá investir um total de R$ 1,6 bilhão dos cofres da Capital

O ex-ministro da Agricultura, Blairo Maggi (PP), classificou como “corajosa” a decisão do governador Mauro Mendes (União) de assumir ao controle acionário da Rota do Oeste, empresa que tem a concessão da BR-163. 

Em conversa com a imprensa, nesta segunda-feira (8), Blairro disse que, da forma como estava, a empresa tinha dificuldades em fazer investimentos na rodovia.

“Penso que o governador Mauro teve uma atitude bastante corajosa, no sentido econômico e logístico. A forma como estava a fotografia da concessão era muito ruim, porque ela não tinha mais capacidade de investimento”, disse.

“Tinha multas pesadas, TACs [termos de ajustamento de conduta] a serem resolvidos. E com a entrada do Governo, essa coisa foi ajustada”, acrescentou.

Por meio da MTPar, o Governo do Estado assumiu em definitivo a concessionária no dia 4 de maio, em um evento em Brasília na presença do presidente Lula (PT). Os investimentos totais, em oito anos, devem ser em torno de R$ 7,5 bilhões. 

Não é uma atividade para o Governo, mas entendo que nesse momento o Governo atuou certo de fazer a intervenção

Destes, R$ 1,2 bilhão virão dos cofres do Estado. Somado a esse valor, estão R$ 440 milhões que o Governo pagou pelas dívidas que a antiga Rota do Oeste tinha com bancos. 

Retorno de investimento

Para Maggi, ao resolver o caixa da concessionária Rota do Oeste, agora chamada Nova Rota, Mendes conseguirá cumprir com acordos de duplicação e outros investimentos na via e, futuramente, vender a empresa para recuperar o montante investido.

“O Governo deve arrumar toda a questão da concessão e ali na frente vai vender isso. Não é uma atividade para o Governo, mas entendo que nesse momento o Governo atuou certo de fazer a intervenção, ou melhor, comprando essa companhia”, afirmou.

“[O Governo vai] Arrumar ela [a empresa], fazer as obras e depois trazer [recursos] ao caixa do Governo do Estado para fazer outras obras no Estado”, completou.

Blairo é considerado padrinho político de Mauro Mendes.

Por Cíntia Borges e Gustavo Castro/Foto: Midia News-

Noticias Relacionadas
- Advertisment -
Google search engine

Mais lidas