25.6 C
Mato Grosso
quarta-feira, julho 24, 2024
spot_img
HomePolíticaLula sinaliza que sancionará taxação de compras internacionais por 'unidade' com Congresso

Lula sinaliza que sancionará taxação de compras internacionais por ‘unidade’ com Congresso

Joédson Alves / Agência Brasil

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, sinalizou que pretende sancionar a taxação de 20% do imposto sobre as compras internacionais de até US$ 50. O chefe do Executivo, contudo, disse achar equivocada a taxação, mas afirmou estar sancionando a medida para garantir a “unidade” entre governo e Congresso Nacional.

Em entrevista concedida à Rádio CBN nesta terça-feira, 18, Lula disse achar que “essa é uma briga muito esquisita”. “Por que taxar US$ 50? Por que taxar o pobre e não taxar o cara que vai ao free shop e gasta mil dólares?”, questionou. “É uma questão de consideração com o povo mais humilde”, citando que essa foi sua divergência em relação à proposta.

Lula apontou que, após seu veto, houve uma tentativa de fazer acordo com o Congresso. “Assumi o compromisso com Haddad de que aceitaria colocar PIS/Cofins para a gente cobrar, que daria 20%”, disse. “Isso está garantido”, destacou.

Apesar de sinalizar a sanção do projeto, Lula não deixou de mostrar que ainda tem divergências. “Estou fazendo isso pela unidade do Congresso e do governo, das pessoas que queriam. Mas eu, pessoalmente, acho equivocado a gente taxar as pessoas humildes que gastam US$ 50”, comentou.

Lula rebateu as críticas em relação aos empresários sobre o tema e disse que, muitas vezes, eles não discutem com o governo, mas vão debater já com os congressistas.

O presidente da República ainda afirmou ter ficado irritado em como o tema foi parar em votação. “Essa emenda entrou no programa Mover, que não tinha nada a ver com isso.

Foi um jabuti colocado no Congresso Nacional, aí tem que transformar esse jabuti em realidade”, reclamou. “É preciso que se leve mais a sério queixa de alguns setores empresariais”, acrescentou.

Fonte: Estadão

Noticias Relacionadas
- Advertisment -
Google search engine

Mais lidas