30.2 C
Mato Grosso
quinta-feira, maio 30, 2024
spot_img
HomeGeralJuiz multa igreja por ter feito propaganda eleitoral para candidatos nas redes...

Juiz multa igreja por ter feito propaganda eleitoral para candidatos nas redes sociais

Juiz da 26ª Zona Eleitoral de Nova Xavantina (645 km a Leste), Ricardo Nicolino de Castro condenou a Igreja Pentecostal A Voz de Cristo no Brasil de Nova Xavantina a pagar multa de R$ 5 mil por ter feito propaganda eleitoral para três candidatos durante as eleições de 2020.

A representação eleitoral foi proposta pela coligação “Mais Saúde, Emprego e Desenvolvimento”, formada pelos partidos DEM, MDB, PP, PSL, PC do B, PL, PRB e PSDB, contra a igreja e contra João Machado Neto, Pedro Neto da Silva, Carlos Antonio Cunha Resende e João Batista Vaz.

Os autores da ação alegaram que foi feita a divulgação de propaganda eleitoral em perfis do Facebook da Igreja Pentecostal A Voz de Cristo no Brasil, apontando que é ilegal a divulgação da propaganda por ter sido realizada em sítios e perfis de pessoa jurídica.

João Machado Neto, Pedro Neto da Silva e Carlos Antônio Cunha Resende foram candidatos nas eleições municipais de 2020 em Nova Xavantina, concorrendo aos cargos de prefeito, vice-prefeito e vereador, respectivamente.

Os alvos da ação não apresentaram defesa e o juiz pontuou que, no processo eleitoral, a ausência de defesa não prejudica o processo. Ele considerou as provas apresentadas e entendeu que, de fato, a igreja fez propaganda irregular.

“As publicações contêm clarividente propaganda eleitoral, com nomes e imagens dos candidatos, menção aos cargos que concorrem e seus números na urna, além de mensagem do responsável pela igreja de apoio aos candidatos. Demonstrado, portanto, que a igreja representada afrontou disposição expressa da legislação eleitoral relativa à divulgação de propaganda eleitoral na internet”.

Já com relação à responsabilização dos candidatos, o magistrado entendeu que não ficou comprovado que eles tinham conhecimento sobre a propaganda. Ele então condenou apenas a igreja ao pagamento de multa no valor de R$ 5 mil.

Por Vinicius Mendes/Foto:José Cruz/ABr

Noticias Relacionadas
- Advertisment -
Google search engine

Mais lidas