30.2 C
Mato Grosso
quinta-feira, maio 30, 2024
spot_img
HomeMato GrossoFamília ficou refém do Novo Cangaço no TO; vizinha relata terror

Família ficou refém do Novo Cangaço no TO; vizinha relata terror

Caso aconteceu no domingo (30) em Marianópolis (TO), pouco antes de confronto com a PM

Uma família do Município de Marianópolis (TO) foi feita refém durante cerca de oito horas no último domingo (30) por integrantes do bando criminoso que aterrorizou Confresa no início de abril.

O G1 Tocantins divulgou relatos de uma vizinha da família, que ouviu os tiros do confronto ocorrido na tarde do mesmo dia, em uma região de mata. 

“Estava tudo calmo. Dormimos, acordamos… Meu filho especial estava rodando ali pra fora e, de repente, ele entrou e falou: Mãe! Polícia, polícia! Eu saí até a porta da cozinha e já topei com a Polícia mesmo”, contou a moradora, que não Conforme a reportagem, os criminosos invadiram o imóvel por volta das 6h de domingo e, após denúncia, os militares chegaram às 15h.

“Eles falaram assim: ‘Entre para dentro, todo mundo. Fecha a casa e fica quietinha, se possível, deitados no chão. Vai haver tiros, porque os bandidos estão na casa ao lado aqui”. 

“A gente entrou e, de repente, a gente só escutou tiro, tiro. Não sei quem estava atirando, mas tiro foi demais, em um minuto foi muito tiro”.

Os confrontos entre os integrantes da quadrilha e as forças de segurança ocorreram próximo à Ilha do Bananal, no sudoeste do Estado.

As trocas de tiros, que aconteceram no decorrer de domingo (30), segunda (1) e terça-feira (2), resultaram na morte de mais sete criminosos e na apreensão de várias armas.

Balanço da ação

No total, foram contabilizadas 15 mortes, e quatro prisões. Sendo duas por participação direta no ataque à Confresa, e duas por apoio logístico ao grupo criminoso.

Além disso, vários armamentos de grosso calibre, inclusive de uso restrito das forças de segurança, foram recuperados pela Polícia. Entre as apreensões, estão também carregadores, munições, coletes e capacetes balísticos, materiais explosivos, detonadores, coturnos, luvas, joelheiras, cotoveleiras, balaclavas e mochilas.

O ataque

A ação do Novo Cangaço em Confresa aconteceu no dia 9 de abril, quando uma quadrilha com cerca de 20 membros invadiu a cidade para roubar a transportadora de valores Brink’s.

Durante a ação, eles entraram na base da PM na cidade e atearam fogo em veículos. Apesar de explodirem artefatos dentro da Brink’s, eles não conseguiram levar o dinheiro.

Em seguida, o bando fugiu para o Tocantins, onde também tem aterrorizado os moradores do Estado vizinho.

Por Angelica callejas /mídia news-Foto;reprodução

Noticias Relacionadas
- Advertisment -
Google search engine

Mais lidas