24.4 C
Mato Grosso
terça-feira, maio 28, 2024
spot_img
HomeMato GrossoEstudante com TDAH é vítima de assédio e ameaças na Escola Alexandre...

Estudante com TDAH é vítima de assédio e ameaças na Escola Alexandre Ferreira Mendes

A coordenadora que impediu que o aluno fosse agredido por um colega maior de idade também acabou sendo vítima das ameaças

Um aluno diagnosticado com Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) foi vítima de assédio na Escola Estadual Francisco Alexandre Ferreira Mendes, no bairro Boa Esperança, em Cuiabá. O caso aconteceu na última sexta-feira (5). De acordo com nota da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), o menor de idade foi ameaçado por colegas dentro da escola. Uma coordenadora da unidade precisou intervir para que o aluno não fosse agredido por outro estudante maior de idade e acabou sendo ameaçada também.

Na nota a Seduc informou que, por meio da Diretoria Regional de Educação do Polo Cuiabá (DRE), adotou todas as providências para apurar a denúncia e garantir a segurança dos estudantes envolvidos, sobretudo do aluno que teria sido vítima da violência. De acordo com a DRE, o estudante já passava por acompanhamento antes do caso em decorrência do diagnóstico de TDAH. 

Uma equipe formada por psicólogos e assistentes sociais do Núcleo de Mediação Escolar também está atuando junto à comunidade estudantil e profissionais da educação com ações de acolhimento e rodas de conversas. Posteriormente, segundo a Seduc, também serão realizadas palestras motivacionais objetivando a harmonia no ambiente escolar.

A DRE informou ainda que oferecerá atendimento multiprofissional (Campi), com equipe formada por médicos, psicólogos, psicopedagogos, além de profissionais de outras 10 especialidades para todos os envolvidos e suas famílias. 

“Quanto aos desdobramentos, além da própria apuração interna, a DRE orientou as famílias dos envolvidos, além da própria escola, que registrassem Boletim de Ocorrências junto à autoridade competente e que relatasse o fato, também, ao Conselho Tutelar”, diz trecho. 

“Em relação à coordenadora pedagógica que intermediou o conflito, inicialmente, também foi orientada a registrar Boletim de Ocorrências contra o estudante maior que a teria ameaçado por impedir que o menor fosse agredido. A coordenadora, neste momento, está sob licença médica e recebe apoio e acompanhamento psicossocial por meio da DRE”, acrescenta a nota. 

LEIA NA ÍNTEGRA

NOTA
Sobre o caso ocorrido na Escola Estadual Alexandre Ferreira Mendes, na sexta-feira (05.05), a Diretoria Regional de Educação do Polo Cuiabá (DRE) informa que tomou todas as providências para apurar a suposta denúncia de assédio por parte de um estudante contra uma colega daquela unidade. A primeira providência foi garantir a segurança dos estudantes envolvidos, sobretudo do menor J.P.S. que sofreu ameaças. J.P.S. apresenta sintomas com diagnóstico de TDAH – Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade – e recebe acompanhamento. Uma equipe formada por psicólogos e assistentes sociais do Núcleo de Mediação Escolar também está atuando junto à comunidade estudantil e profissionais da educação com ações de acolhimento e rodas de conversas. Posteriormente, também serão realizadas palestras motivacionais objetivando a harmonia no ambiente escolar. A todos os envolvidos e suas famílias, a DRE ofertará Atendimento Multiprofissional (Campi), com equipe formada por médicos, psicólogos, psicopedagogos, além de profissionais de outras 10 especialidades. Quanto aos desdobramentos, além da própria apuração interna, a DRE orientou as famílias dos envolvidos, além da própria escola, que registrassem Boletim de Ocorrências junto à autoridade competente e que relatasse o fato, também, ao Conselho Tutelar. Em relação à coordenadora pedagógica que intermediou o conflito, inicialmente, também foi orientada a registrar Boletim de Ocorrências contra o estudante maior que a teria ameaçado por impedir que o menor fosse agredido. A coordenadora, neste momento, está sob licença médica e recebe apoio e acompanhamento psicossocial por meio da DRE.

Por Raynna Nicolas/HNT/Foto: reprodução

Noticias Relacionadas
- Advertisment -
Google search engine

Mais lidas