33.2 C
Mato Grosso
sexta-feira, julho 19, 2024
spot_img
HomePolíticaBolsonaro reclama de julgamento no TSE: “Agregaram até o 8/1”

Bolsonaro reclama de julgamento no TSE: “Agregaram até o 8/1”

Bolsonaro é julgado no TSE pelos ataques feitos ao sistema eleitoral brasileiro durante reunião com embaixadores, em julho de 2022

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) se queixou, nesta sexta-feira (23/6), do julgamento no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que pode torná-lo inelegível. O ex-mandatário é julgado pelos ataques feitos ao sistema eleitoral brasileiro durante reunião com embaixadores, em julho de 2022, e pode ficar inelegível por 8 anos.

Bolsonaro voltou a exigir que seu julgamento, iniciado na quinta (22/6), seja similar ao da chapa Dilma/Temer, ocorrido em 2017. Na ocasião, fatos recentes não foram acrescentados à ação. Ele também afirmou que espera um pedido de vista logo no início dos votos dos ministros. É uma mudança no tom do discurso, que até agora era de aceitar uma suposta condenação rápida – se houver um pedido de vista, o julgamento pode ser adiado por, no mínimo, 30 dias.

Agora, a acusação pediu a inclusão no processo da minuta golpista encontrada na casa do ex-ministro da Justiça Anderson Torres. O ex-presidente reclamou também da anexação de fatos relacionados aos atos de 8 de janeiro.

“Olha, eu espero que seja feita Justiça, temos aquele precedente de 2017, que virou uma jurisprudência, que no processo original você não pode agregar outros fatos, como fizeram comigo, agregaram até o ocorrido em 8 de janeiro deste ano”, queixou-se Bolsonaro em entrevista, nesta manhã, à Rádio Gaúcha.

Por Flávia SaidAna Flávia Castro/Metrópoles- Foto: Divulgação do Metrópoles

Noticias Relacionadas
- Advertisment -
Google search engine

Mais lidas