20.7 C
Mato Grosso
segunda-feira, julho 22, 2024
spot_img
HomeNotíciasAutor de chacina é interrogado e viúva de dono de bar pede...

Autor de chacina é interrogado e viúva de dono de bar pede para testemunhar sem a presença dele

Reprodução

Foi encerrada a instrução processual sobre a chacina que vitimou 7 pessoas em um bar na cidade de Sinop (500 km ao Norte) em fevereiro deste ano. Edgar Ricardo de Oliveira, um dos autores do crime, foi ouvido em sessão realizada nesta semana. Kelma Silva Santos Andrade Costa, viúva do dono do estabelecimento e mãe da menina de 12 anos que também foi executada a tiros pelo suspeito, pediu que fosse ouvida sem a presença de Edgar.

A audiência de instrução foi conduzida pela juíza Rosângela Zacarkim dos Santos, da 1ª Vara Criminal de Sinop. A solenidade foi integralmente realizada pelo sistema de videoconferência.

Além de Kelma, também compareceu a vítima R.G.A. e as testemunhas L.C.S.B., T.C.P., W.C.S., M.M.O. e V.R., além do próprio suspeito. Kelma manifestou à juíza o desejo de ser inquirida sem a presença de Edgar, o que foi atendido.

Após as vítimas, testemunhas e acusado serem ouvidos a sessão foi encerrada, entrando o processo na fase de alegações finais, quando deve ser proferida a sentença de Edgar.

“Declaro encerrada a instrução processual e converto os debates em memoriais, os quais deverão ser apresentados no prazo legal. Abra-se vista dos autos ao Ministério Público para apresentação de alegações finais no prazo legal”, disse a magistrada.

O crime

A chacina ocorreu em fevereiro deste ano em um bar da cidade, onde Ezequias Souza Ribeiro e Edgar jogavam sinuca e perderam. A derrota teria despertado a ira de Edgar, que saiu do local e voltou depois armado.

Imagens da câmera de segurança mostraram o momento que Ezequias manda as vítimas ficarem contra a parede, segurando a pistola.

Ainda na rua, Edgar organiza algumas coisas na caminhonete, em seguida se junta ao comparsa e mata as vítimas. Depois do crime, eles fugiram levando o dinheiro da aposta que estava na mesa de sinuca.

Entre as vítimas estão pai e filha, clientes e o dono do bar. Do total, 6 são homens e a pequena Larissa Frazão de Almeida, de 12 anos. Ela é filha de Getúlio Rodrigues Frazão Júnior, de 36 anos.

Morreram ainda, Adriano Balbinote, 46; Orisberto Pereira Souza, 38; Josué Ramos Tenório, 48; Maciel Bruno de Andrade Costa, 35 e Elizeu Santos da Silva, 47.

Ezequias acabou morrendo depois, em confronto com a Polícia Militar. Edgar decidiu se entregar dias após o fato.

Fonte: GD

Noticias Relacionadas
- Advertisment -
Google search engine

Mais lidas